Berçário

O berçário é uma turminha marcada pelas grandes conquistas do 1º ano de vida: a ampliação do convívio social, que com a entrada na creche possibilitará a constância das interações entre seus pares; as diferentes fases da alimentação; o sono; a formação da imunidade; o desenvolvimento motor e da linguagem; e a construção da identidade e vínculos afetivos.

Quando o bebê chega a Fazendinha junto com sua família, buscamos acolhê-lo em sua singularidade para que gradativamente possa sentir-se seguro, construir um bom vínculo afetivo, o sentimento de pertencimento, e possa avançar rumo as interações e as suas peculiares pesquisas. Tudo a seu tempo.

Nosso projeto educativo para os bebês, é inspirado na abordagem Pikler e nos princípios e práticas das Pedagogias Participativas de base socioconstrutivista; abordagem de Reggio Emilia e a proposta de Elinor Goldschmied. Num mundo globalizado e interconectado, nos mantemos em rede com estudos e pesquisas contemporâneos, mas sempre com o cuidado de contextualiza-los à nossa cultura e valores.

O projeto é acompanhado e supervisionado por toda a equipe técnica: psicóloga, pediatra, nutricionista, pedagoga e conta com a participação ativa de nossos educadores. Além de integrar os princípios de cuidar e educar, entendemos que todo o tempo dos bebês no berçário é possibilidade de aprendizado, de desenvolvimento, de descobertas e de construir relações afetivas de qualidade.

Neste espaço social que é a creche, estar e fazer parte de um grupo, é oportunidade de conviver com semelhanças e diferenças, o que apoiará a construção da identidade de todos e de cada um dos bebês… levando-os a construção de percursos de aprendizado individuais e coletivos.

Os bebês e a nossa creche

Os bebês são curiosos… desde o nascimento buscam relacionar-se com o mundo a sua volta, explorando e construindo significados sobre o que os cerca. Nessa perspectiva, entendemos que o tempo do bebê na creche não está reduzido aos cuidados característicos da faixa etária, e nem ao entretenimento do bebê.

O tempo dos bebês na creche é repleto de intencionalidade educativa. Além do bem estar físico e emocional do bebê, consideramos a importância de oferecer contextos de experimentação significativos, que mais do que o desenvolvimento da motricidade livre, possibilitem aos bebês: descobrir, conhecer, significar e criar.

O reconhecimento e valorização das múltiplas linguagens e das especificidades com que os bebês procuram conhecer as coisas e o mundo, convocam-nos enquanto educadores, a pensar e refletir sobre a organização do espaço e os materiais ofertados para suas experimentações. Nosso ambiente, espaços e materiais, são concebidos no princípio da flexibilidade. Assim como o bebê e as crianças, o ambiente é mutável, deve ser provocador da curiosidade dos bebês, adequando-se ao crescimento e desenvolvimento do bebê e do grupo.

Cremos na competência participativa dos bebês!

Reconhecemos e valorizamos a singularidade de cada bebê!

Reconhecemos e valorizamos as relações entre os bebês, entre os bebês e os adultos, e entre os bebês e o ambiente!

Identificamos nas rotinas de cuidados oportunidades de desenvolver nos bebês, além da segurança afetiva, sua efetiva participação (princípio da previsibilidade).

Destacamos a importância e participação do educador, que reconhecendo a agencia e competência do bebê e da criança bem pequena, promoverá com intencionalidade, além de cuidados de qualidade, a oferta de contextos significativos para o bebê.

Reconhecemos a importância do ambiente, através da organização do espaço e materiais ofertados, para promover múltiplas experiências e linguagens, oportunizando e valorizando a forma de conhecer e aprender das crianças, respeitando suas singularidades.

Buscamos, enquanto educadores participativos e mediadores da organização do tempo e do espaço na creche, estar ao lado dos bebês escutando-os com todos os nossos sentidos, acolhendo suas inerentes curiosidades, e abrindo espaço para a criação de uma cultura própria, a Cultura da Infância!

Espaço dos bebês

Os bebês têm espaços exclusivos para suas rotinas: Sala Referência, Berçário (espaço do sono), Refeitório e Banheiro. Além destes espaços, os bebês também utilizam as áreas externas da creche, realizando o banho de sol, e sendo gradativamente integrados à Casa como um todo, em seus espaços e na relação com as pessoas que dela fazem parte.

Desde o primeiro momento de chegada à Fazendinha, o bebê e a criança são convidados a conhecer e ocupar os espaços de nossa Casa, pois é no uso cotidiano desses espaços, que as experiências e descobertas tão peculiares da infância, ganharão vida!